TEXTO MAPFRE | ILUSTRACIÓN ALFREDO GARCÍA-ALMONACID

Todos os dias, mais de 35.000 pessoas constroem a MAPFRE nos 45 países onde a empresa está presente e a tornam uma seguradora global líder. Portanto, quem melhor do que os próprios funcionários para procurar soluções para seus desafios estratégicos? A empresa, comprometida com a inovação em todos os seus aspectos, promove especialmente ideias que nascem dentro da própria organização.

Na MAPFRE, apostamos na inovação há mais de 85 anos. Somente a partir dessa chave, e graças ao trabalho de muitas pessoas comprometidas com a organização, pode-se entender a evolução que levou à mudança da pequena mutualidade agrícola para uma grande seguradora global. Todas as mudanças na empresa sempre estiveram na chave da oportunidade e este ainda é o contexto digital em que vivemos hoje, onde a transformação é uma dinâmica permanente.

Em um mundo cada vez mais globalizado e competitivo, qualquer empresa deve adotar dinâmicas que garantam não apenas o bom desenvolvimento de seus negócios no presente, mas também sua força no futuro. Para isso, é essencial desenvolver uma atividade empreendedora dentro da organização com foco na inovação, para contribuir com o modelo de negócio ou sua reformulação em um determinado momento.

Já em 1985, o pesquisador Gifford Pinchot cunhou o termo intraempreendedorismo para definir a atitude de “aquelas pessoas que são capazes de desenvolver um comportamento empreendedor, apoiado pela empresa, através da descoberta, avaliação e exploração de novas oportunidades de negócios”. Embora falemos de um conceito com muitos anos de atraso, é agora, no ambiente atual e com as facilidades da era digital, que está realmente se consolidando.

A inovação não é mais o trabalho exclusivo de uma área específica. Portanto, para que todos os funcionários da MAPFRE desenvolvam seu potencial criativo nesse campo e contribuam com ideias ligadas à estratégia da empresa, a empresa embarcou há alguns meses em um projeto que superou todas as expectativas.

A era dos gênios

No dia 9 de outubro, o programa de intraempreendedorismo da MAPFRE começou a inovar, direcionado nesta primeira edição aos funcionários das unidades de seguros e áreas corporativas localizadas na Espanha, no Peru e nos EUA. Durante seis semanas as pessoas que trabalham nesses locais tiveram a oportunidade de formar equipes e apresentar ideias relacionadas aos desafios propostos pela empresa: pequenas e médias empresas; acidentes de carro; e jovens e poupança.

Um grupo de especialistas avaliou as 443 ideias apresentadas por nossos gênios (mais de 750 mentes particulares que formaram equipes de duas ou três pessoas) para selecionar aquelas com maior potencial de desenvolvimento. A qualidade dos projetos dificultou a escolha de nove ideias finalistas (três para cada país participante). Estas foram as equipes finalistas:

  • RideAdvise, StratageM e RideSafe nos Estados Unidos
  • SAVE COIN, P.E.P.E e MAPFRE Emprende no Peru
  • Go Saving, Tinvert e B-bites na Espanha.


9 ideias finalistas, 80 pessoas em ação

No mês de janeiro, nossos finalistas embarcaram na experiência dos bootcamps. Na inovação, esse conceito é aplicado a ambientes em que, como acelerador de ideias e com a ajuda de especialistas, os projetos podem ser ampliados para um nível superior. Inspirado por A metodologia Design Sprint da Google Ventures, os bootcamps da inova (que foram realizadas simultaneamente por quatro dias em Madrid, Boston e Lima), seguido um fluxo de trabalho em que os participantes foram capazes de evoluir a sua proposta valor projetou o modelo de negócio e operação; eles construíram um protótipo; e eles validaram isso com um conjunto de clientes em potencial para coletar suas impressões. Jim Gow, a área de Talento e Gestão de Desenvolvimento da MAPFRE EUA, vê nesta nova forma dinâmica de fazer as coisas em nossa empresa: “Montamos equipes com pessoas de outras áreas para desafiar a fundação de sua ideia e criar juntos algo maior. Também convidamos os clientes em potencial a conhecer sua opinião antes de embarcar em um grande investimento. Esses devem ser os princípios não só da inovação, mas de qualquer iniciativa da MAPFRE”.

Embora os participantes estivessem sob muita pressão, todos davam o melhor de si mesmos. Belén Fernández-Quevedo, responsável pela inovação da MAPFRE IBERIA, destaca “a química que foi percebida e a quantidade de energia positiva que as equipes emitiram ao longo dos quatro dias”. Eles foram acompanhados nesta aventura por especialistas locais e corporativos que, de uma perspectiva crítica, contribuíram com valor para cada proposta. Para Eugenia Villalobos, diretora do Planejamento Estratégico da MAPFRE PERÚ e coordenadora do programa neste país, “os clientes tiveram um papel decisivo em levar as ideias para o próximo nível. Eles saíram entusiasticamente das entrevistas e nos perguntaram quando íamos lançar o produto!” As equipes também contaram com o apoio de um facilitador e um designer.

A grande final

Depois que cada equipe finalizou o protótipo e preparou a apresentação de suas propostas com o apoio de consultores especializados, chegou o grande momento: a grande final em cada país. Cada equipe teve que defender sua proposta em um formato pitch (com tempo limitado e de forma clara e criativa) diante de um júri formado por membros da alta direção da MAPFRE.

A ideia que ganhou o prêmio nos Estados Unidos foi o RideSafe, um aplicativo de navegação que ajudará as pessoas a chegarem de maneira mais eficiente e segura de um lugar para outro. Em sua proposta de valor, essa equipe optou pela segurança, reduzindo a taxa de perda de nossos segurados. Durante a cerimônia em que ele revelou o projeto vencedor, Jaime Tamayo, CEO Territorial da Área Internacional, destacou o alto nível das três idéias e fez menção especial às propostas das outras equipes, StratageM e RideAdvise.

No Peru, a proposta que venceu na final local foi a Save Coin, uma gamificação de poupança voltada para os Millennials. Renzo Calda, CEO da MAPFRE PERU, parabenizou todos os participantes por suas ideias e pelo grande esforço.

Finalmente, na Espanha, foi imposta a ideia da equipe B-bites, que também responde a uma demanda social que muitos jovens ainda não contemplam: a da poupança. O CEO Territorial da MAPFRE IBÉRIA, José Manuel Inchausti, que apresentou o prêmio, lembrou a todos que “a inovação de hoje é a competitividade da empresa amanhã”.

Todos os participantes dessa experiência são um exemplo do talento interno que temos na organização. Agora, em coordenação com as áreas de negócios da empresa, é hora de transformar esses projetos em realidade, em muitos casos incorporando outras ideias que surgiram em outras equipes ao longo do processo e com a ajuda de toda a organização. Hoje, mais do que nunca, juntos construímos inovação na MAPFRE.

Share This