Rate this post

Em 1965, Bob Dylan escreveu a letra da canção Like a Rolling Stone, que atualmente continua sendo o tema central de seus shows. A MAPFRE também escreveu em seus Estatutos em junho desse mesmo ano, isto é, há mais de 54 anos, o que continua sendo o tema central do negócio e de seus sucessivos planos estratégicos: a Responsabilidade Social Corporativa (RSC), que evoluiu a um conceito mais geral como é a sustentabilidade e que é o que se usa atualmente. “A sustentabilidade está no DNA da empresa”, assinala Alberto Matellán, economista chefe da MAPFRE Investimento.

TEXTO DANIEL BADÍA | FOTOGRAFIAS MAPFRE, ISTOCK

A MAPFRE assume o impacto que gera sua atividade comercial no meio e na sociedade. Sua política e seu plano de sustentabilidade facilitam a integração no negócio dos critérios de bom governo, social e meio ambiente. Esta filosofia também começou a ser aplicada no âmbito dos investimentos.  Como explica Matellán, há dois anos o grupo lança sua aposta no Investimento Socialmente Responsável, pouco depois da chegada ao grupo de José Luis Jiménez, diretor-geral de Investimentos. Então, é lançada uma gama de produtos de acordo com o compromisso da MAPFRE com um modelo de criação de valor sustentável.

Assim, a empresa acaba de anunciar o lançamento, junto à boutique de gestão de ativos gala La Financière Responsável (LFR), da MAPFRE Inclusão Responsável, um fundo de investimento cujo objetivo é investir em empresas que promovem a inclusão de pessoas com deficiência. É o primeiro ativo lançado no mundo com estas caraterísticas. Como assinala Matellán, este fundo agora mesmo conta com pouco mais de 20 empresas em carteira, com as quais negociou de forma individual anteriormente, para a seleção. “A ideia é que não ter mais de 30 valores”, acrescenta.

A finalidade do fundo é demonstrar empiricamente que a inclusão das pessoas com deficiência nas empresas é rentável. Na verdade, a simulação histórica realizada pela equipe de gestão do fundo mostra que, nos últimos cinco anos a carteira de empresas selecionadas pela promoção da inclusão seria quatro vezes mais rentável que o mercado em seu conjunto.

A promoção da inclusão é uma política que a própria MAPFRE aplica de forma ativa. A empresa conta com 902 colaboradores com deficiência Grupo, o que representa 2,5% do total do modelo mundial. Para 2021, a empresa tem o compromisso público de que, pelo menos, 3% do modelo em nível mundial seja formado por pessoas com deficiência.

Além deste produto, que até agora é comercializado apenas na França, a MAPFRE lançou mais dois fundos que cumprem com critérios ambientais, sociais e de governo (ESG, por suas siglas em inglês). Em 2017, foi lançado o Good Governance Fund, um fundo de investimento que combina o investimento em valor e o bom governo corporativo. Este projeto nasceu das colaborações externas da MAPFRE com universidades, para fazer investigações que apoiem os investimentos do grupo. A Universidade de Siena e a Cranfield School of Management realizaram dois estudos que mostram que o investimento em empresas socialmente responsáveis e com bom governo corporativo é mais rentável em longo prazo.

Aberto Matellán

Alberto Matellán, economista chefe da MAPFRE investimento, gerente do lançamento, junto à boutique de gestão de ativos gala a Financière Responsável (lfr), da MAPFRE inclusão responsável, um fundo de investimento cujo objetivo é investir em empresas que promovem a inclusão de pessoas com deficiência

Em outubro do ano passado, a MAPFRE anunciou o fundo de investimento Capital Responsável. Investimento em ações e títulos de renda fixa de empresas europeias selecionadas de acordo com suas qualidades ESG, com uma estratégia focada na preservação de capital.

Como explica Matellán, para a seleção dos valores que configuram as carteiras dos diferentes fundos, é realizada uma análise antes e depois do investimento. Para o primeiro, se conta com a ajuda da equipe de LFR, da que tem 25% do capital desde 2017. “Nossa relação com nossos parceiros franceses permite contar com uma fonte de informação própria para a seleção de valores, algo diferencial em relação aos demais competidores”, acrescenta o economista chefe da MAPFRE. Depois de realizada esta seleção de empresas para a carteira, nos produtos exclusivamente de renda variável é realizado um acompanhamento periódico e logo, um relatório para o Comitê de Riscos.

Em resumo, é uma gestão ativa e dinâmica, mas como indica Matellán isto não significa que tenha muita rotação da carteira. “É ativa por não se afastar muito dos índices. Não há muita rotação, pois procuramos empresas estáveis”, explica.

Este investimento socialmente responsável não é apenas para estes produtos de investimento, a MAPFRE quer transferir esta ideia a todos os demais. Além da gestão da poupança de seus clientes com fundos de pensões e de investimento, o Grupo realiza investimentos no valor de 53.172 milhões de euros, conforme os últimos dados do final do primeiro semestre de 2019. Os dados indicam que 56% do investimento (29.992 milhões de euros) corresponde à dívida soberana, 18% (9.370 milhões de euros) em renda fixa empresarial, 5% em renda variável (2.559 milhões de euros) e 3% (1.465 milhões de euros) em fundos de investimento. Precisamente, devido ao peso do investimento em renda fixa, está sendo utilizado um método da área de Asset Management (AM) para garantir que esses investimentos sejam realizados com critérios socialmente responsáveis.

Transferência ao balanço

Porém, este compromisso da MAPFRE não está apenas no desenho de produtos que cumprem estes critérios. Em maio de 2017, a empresa passou a formar parte da rede mundial das empresas que cumprem os Princípios de Investimento Responsável, uma iniciativa em colaboração com o Pacto Mundial da ONU, cujo objetivo é entender o impacto que as questões ambientais, sociais e governamentais têm nos investimentos, e assessorar os participantes a integrar estes assuntos em suas decisões. Desde 2004, a MAPFRE cumpre o Pacto Global da ONU e como empresa seguradora também aplica os princípios de seguro sustentável desenvolvidos pelas Nações Unidas.

Além da gestão da poupança de seus clientes através de fundos de pensões e de investimento, o Grupo realiza investimentos no valor de de 53.172 milhões de euros, conforme os últimos dados no final do primeiro semestre de 2019.

56% do investimento 29.992 milhões de euros corresponde a dívida soberana

18% 9.370 millones de euros estão em renda fixa empresarial

5% em renda variável 2.559 milhões de euros

E 3% 1.465 milhões de euros em fundos de investimento

Em maio deste ano, a MAPFRE passou a formar parte da SpainSIF, organização sem fins lucrativos que é um ponto de referência para todas as instituições financeiras em matéria de investimento sustentável e responsável na Espanha. Assim, na Semana da ISR 2019, a empresa realizou uma série de eventos em diferentes cidades da Espanha com o objetivo de divulgar assuntos relacionados com o investimento sustentável e responsável e os critérios ESG nas decisões de investimento.

A missão da SpainSIF é promover, realmente, a integração de critérios ambientais, sociais e de bom governo nas políticas de investimento através do diálogo com os diferentes grupos sociais, contribuindo ao desenvolvo sustentável, bem como sensibilizar e promover mudanças nos processos de investimento na comunidade investidora, Administrações Públicas, empresas e cidadania em geral.

Claro compromisso

Portanto, a MAPFRE é um grupo comprometido com o desenvolvo sustentável e, em especial, com a proteção das pessoas e com a luta contra a mudança climática. O grupo acaba de aprovar o Plano de Sustentabilidade 2019-2021 onde, entre outras ações, a empresa deixará de investir em empresas de energia nas que mais de 30% de seus rendimentos seja de energia obtida do carvão. Também não realizará seguros para a construção de novas instalações de geração de energia que funcionem com carvão, nem a exploração de novas minas deste mineral.

Este compromisso tem seu reconhecimento internacional. Por exemplo, o grupo FTSE Rusell acaba de anunciar que a MAPFRE está um ano mais no FTSE4Good, índice integrado por empresas que destacam por suas boas práticas em Responsabilidade Social Corporativa (RSC). O FTSE4Good é um dos indicadores internacionais mais importantes para medir o desempenho das empresas em matéria de sustentabilidade e RSC. Além disso, no ano passado a MAPFRE entrou no índice Dow Jones Sustainability Index, onde estão as 317 empresas mais sustentáveis, de acordo com critérios econômicos, meio ambientais e sociais. Portanto, a sustentabilidade é o principal componente da
genética da empresa.

Em maio de 2017, a empresa passou a formar parte da rede mundial de empresas que cumprem os Princípios de Investimento Responsável, uma iniciativa em colaboração com o Pacto Mundial da ONU, cujo objetivo é entender o impacto que as questões ambientais, sociais e governamentais têm nos investimentos, e assessorar os participantes a integrar estes assuntos em suas decisões

Inversiones Responsables

Share This