A MAPFRE NOS SEUS 25 ANOS DE HISTÓRIA RECENTE EM “O MUNDO DA MAPFRE”
Ayúdanos a mejorar. Valora este artículo.

Resumir em apenas poucas páginas o que os últimos 25 anos representaram para a MAPFRE é impossível. Qualquer uma das pessoas que estão há mais de 25 anos nesta empresa poderia escrever a história com base nas suas próprias experiências. Por isto, procuramos focar nas principais operações, sociedades fundadas e na aposta pela inovação, que tem caracterizado esta empresa.

TEXTO ANA GUTIÉRREZ @ALVANA72  | ILUSTRAÇÃO THINKSTOCK

 

Este passeio pela história recente da MAPFRE tem início com o primeiro número da revista, no ano de 1993. A Espanha acabava de encerrar um ano simbólico em seus acontecimentos históricos. O ano de 1992 representou um grande impulso à imagem moderna e dinâmica do país, trazendo um ar fresco que foi confirmado pelos Jogos Olímpicos de Barcelona e a Expo de Sevilha. A MAPFRE soube aproveitar esse fluxo de ar para se adaptar a novas correntes e tendências, representado como um símbolo na Torre MAPFRE do porto Olímpico.

 

1993

A Torre MAPFRE, com seus 40 andares e 154 metros de altura, transformou-se em um dos símbolos da remodelação urbanística da cidade de Barcelona e ícone do modernismo na Espanha

 

 

 

 

 

A estreia de uma nova seção na revista, denominada Cultura MAPFRE, também foi realizada nessa data, tendo o firme objetivo de divulgar pouco a pouco a estrutura organizacional do Sistema MAPFRE e a filosofia global que impregnava toda a companhia, que estava presente em todas as suas unidades e empresas.

Nessa época, a revista tinha outra seção, dedicada ao Defensor do Segurado. Esse papel foi criado pela MAPFRE em 1985, importado do norte da Europa por Ignacio Hernando de Larramendi, diretor do Grupo entre 1955 e 1990, e potencializado por Julio Castelo, presidente até 2001. A MAPFRE foi pioneira com esse papel, que representou um novo marco no mercado do seguro. Isto estava relacionado com a criação de uma espécie de tribunal independente que pudesse resolver problemas gerados entre a MAPFRE e seus segurados. Claro que, para isso, ele deveria ser liderado por uma pessoa realmente independente e de fora da organização, como reconheceu Fernando Suárez na entrevista realizada pela revista 20 anos mais tarde.

Uma das características próprias da MAPFRE ao longo da sua história foi sua filosofia de expansão internacional. Assim, em 1995, paralelamente à expansão do seu negócio pela América Latina, a MAPFRE decidiu promover a criação de institutos de pesquisa como o CESVIMAP, em vários países, contando com a colaboração de entidades de seguros locais, como foi o caso da sua implementação no Brasil.

1994

Entrada da MAPFRE VIDA na Bolsa de Valores

No começo de 1996, por iniciativa de um grupo de médicos liderado pelo doutor Pedro Guillén, foi colocada a primeira pedra daquela que seria, então, a Clínica CEMTRO, uma unidade de traumatologia de reabilitação e ortopedia com tecnologia de ponta. Posteriormente, no dia 18 de maio de 1998, essa clínica foi inaugurada pelo rei Juan Carlos.

Dentro dessa mesma corrente inovadora da MAPFRE, em 1997 foi criada a MARES, uma empresa que surgiu no âmbito da unidade de automóveis e que tinha como objetivo segurar riscos especiais, ou seja, aqueles que normalmente não pertenciam às atividades de seguros da MAPFRE MUTUALIDAD (jovens, novatos, caminhões, ônibus, etc.) e da maior parte das companhias de seguros. A MAPFRE foi, uma vez mais, pioneira analisando o comportamento desse tipo de risco para que pudesse ser usado para calcular as tarifas de seguros. Esse espírito de inovação é reassumido para criar o YCAR. A MAPFRE colocou-se novamente à frente da inovação no setor criando um seguro de automóveis específico para jovens, o que contribuiria para rejuvenescer sua carteira de seguro de carros.

Em 1998, foi dado um novo passo no caminho de transformação rumo à grande empresa do século XXI através do acordo de intenções entre a MAPFRE e o banco Caja Madrid sob a presidência de Julio Castelo, em busca de fórmulas de colaboração empresarial nas áreas de banco e de seguros. No início deste século, a MAPFRE e a Caja Madrid consolidaram e ampliaram sua aliança empresarial criando o novo holding MAPFRE-Caja Madrid seguros em fevereiro desse ano. Essa holding deu seu primeiro grande fruto no ano 2000, quando foi assinada a primeira operação importante ao assumir o controle do Grupo FINISTERRE da Espanha, permitindo, assim, aumentar a participação de mercado da MAPFRE no ramo de auxílio funeral.

Nesse mesmo ano, e sem sair do caminho da inovação, foi lançado o SEGURMOVIL, um novo serviço da SEGURMAP com um sistema revolucionário que permite localizar os veículos em caso de roubo, acidente ou avaria. O ARIES (Área de Riscos Internacionais de Empresas), projeto estrela da MAPFRE SEGUROS GENERALES, também foi criado pela MAPFRE INDUSTRIA tendo como objetivo segurar os riscos de clientes e empresas multinacionais na Espanha, em Portugal e na América Latina.

Como vemos, a década dos noventa trouxe grandes oportunidades que a MAPFRE soube aproveitar perfeitamente. Outro lançamento realizado foi o CLUB MAPFRE, uma nova empresa da MAPFRE MUTUALIDAD que representava um projeto revolucionário e ambicioso para facilitar e potencializar a captação de novos clientes, e complementar e flexibilizar a oferta de serviços da MAPFRE. Essa entidade deu lugar ao que é conhecido hoje como “Te Cuidamos” e que se encontra em plena expansão internacional.

Um marco interno, muito importante nos primeiros passos em direção à transparência empresarial, foi a criação do Código de Boa Governança do Sistema MAPFRE impelido por Julio Castelo. O código compilava as normas que deveriam regulamentar a estrutura de direção da empresa e os princípios a serem observados pelo funcionamento dos órgãos de governança das diversas empresas que faziam parte dele.

Em abril de 2001 houve uma mudança na presidência do Sistema MAPFRE: Julio Castelo Matrán foi substituído por José Manuel Martínez, para o que, depois de 30 anos de carreira profissional dentro da companhia, era aberta uma era na qual teve início um novo caminho de transformação, criação e expansão para a MAPFRE.

 

 

2001

Quando do falecimento de Ignacio Hernando de Larramendi, a revista dedicou um número especial a ele, percorrendo sua trajetória profissional e a obra social que realizou

 

 

Um desses novos passos foi o lançamento do site MAPFRE.COM, que representou a integração total da companhia no século XXI. No ano 2000, a MAPFRE começou a desempenhar as atividades da companhia na Internet, adequando sua estratégia às possibilidades da realidade eletrônica, nova naquela época, diante do crescimento evidente do número de usuários da Internet no mundo todo, 378 milhões, dos quais quatro milhões e meio se encontram na Espanha. Estes foram os primeiros passos da grande aposta pelo negócio digital que seria realizado pela MAPFRE mais tarde. A companhia já sabia que deveria estar em todos os canais por meio dos quais o cliente poderia nos encontrar.

2002 foi um ano marcado pelo lema “Quando pensar em automóvel, pense na MAPFRE”, que levou a companhia a explorar outros terrenos, como a compra, venda e distribuição de veículos de todas as marcas e modelos. Em 2003, foi iniciada a comercialização de outros produtos e prestações de serviços associados aos carros, e outras fórmulas, como o rent-a-car e o financiamento da compra de automóveis. Nesse ano, a Unidade MAPFRE Empresas foi lançada com força, reunindo, sob a mesma denominação, a MAPFRE INDUSTRIAL e a MAPFRE CAUCIÓN Y CRÉDITO. Assim, passou a ser a primeira unidade do Grupo especializada por tipo de cliente.

Em 2004, houve outro grande marco que posicionou a MAPFRE olhando para o futuro e apostando pela sustentabilidade: a abertura do Centro de Tratamento de Veículos fora de uso da CESVIMAP, o primeiro centro automatizado de reciclagem de veículos.

2005

Inauguração do multicentro do automóvel

 

 

O ano de 2005 representou o lançamento da Diretoria Geral de Investimentos, que tinha como principal objetivo coordenar e tomar decisões relativas às possibilidades de investimentos para a MAPFRE no mundo todo.

No ano de 2006, o fato mais relevante foi o nascimento da grande MAPFRE do século XXI. A MAPFRE aprovou a modificação da sua estrutura empresarial para se tornar em uma das grandes companhias de seguro do mundo todo. Para isso, a Fundación MAPFRE passou a ter o controle majoritário do Grupo. Todas as atividades do Grupo passaram a estar integradas na sociedade MAPFRE S.A., que cotará na Bolsa de Valores. Este foi um passo-chave para que a companhia pudesse se manifestar como a grande multinacional que já era.

Além disso, a MAPFRE começou a se preparar para o Solvência II, o que representaria uma estimativa melhor dos riscos reais assumidos pelas companhias de seguros individualmente.

Ao mesmo tempo em que a MAPFRE adquire relevância cada vez maior como entidade cotada, ela continua com seu processo de expansão, e adquire 80% da companhia de seguros turca Genel Sigorta. É sua porta de entrada no seguro direto da Turquia.

Nesse mesmo ano, a MAPFRE começou a preparar o terreno para entrar na China, posicionando-se na linha de largada com operações de resseguro e assistência.

 

2006

Assembleia extraordinária na qual a nova estrutura societária
foi aprovada

 

 

Como fruto da visão de futuro da MAPFRE e da sua aposta pela transformação, em janeiro de 2007 é criada a Direção Geral de Tecnologia e Processos. Esta tem como objetivo dar um impulso à renovação tecnológica, fomentar uma cultura de processos e conferir à MAPFRE as ferramentas necessárias para o seu alinhamento com os clientes. Isto representou a conclusão da dispersão do sistema computadorizado existente até então.

Nesse mesmo ano, também foi produzido investimento que se tornou o maior da história do Grupo: a aquisição da companhia de seguros norte-americana Commerce por 1,538 bilhões de euros.

2008 foi o ano em que a MAPFRE comemorou seu 75º aniversário. Entre outras atividades, foi realizado um jantar de gala que contou com a presença de Suas Majestades, os Reis da Espanha. Nessa ocasião, o rei dedicou as seguintes palavras à companhia: “75 anos que vocês comemoram com orgulho legítimo, como o resultado da soma de esforços e bom senso que levaram ao desenvolvimento de uma grande empresa espanhola como a MAPFRE. Uma verdadeira multinacional, com crescimento sustentado e prestígio em um setor como o dos seguros, marcado pela alta competitividade internacional. Graças ao esforço dos seus executivos, profissionais, especialistas e trabalhadores, a MAPFRE, com sua liderança setorial, é uma referência na Espanha moderna e dinâmica que construímos juntos.”

2008 

Jantar de gala pelo 75º Aniversário

 

Em 2009, foi estabelecido o acordo de intenções entre a MAPFRE e o Banco do Brasil foi concretizado para negociar a criação de uma aliança estratégica que tinha como objetivo desenvolver em conjunto os negócios de seguros dos dois Grupos no mercado brasileiro, submetido a revisão recentemente.

A MAPFRE entrou no índice Dow Jones, principal expoente de reconhecimento em política socialmente responsável das empresas e instituições, o que representa o apoio internacional à política de responsabilidade social da MAPFRE, fazendo com que se transformasse na única companhia de seguros espanhol presente nesse indicador.

Em 2010, outro marco relevante acontece na história da MAPFRE: a criação da VERTI, empresa de venda direta de seguros de automóvel e casa. A nova companhia de seguros complementa o modelo de negócio tradicional da MAPFRE para concorrer com as empresas online e por telefone. Líder na aposta pela transformação digital da companhia, serve de base para a exportação desse modelo para a Alemanha e a Itália em 2015, com a aquisição da Direct Line e, posteriormente, para os Estados Unidos em 2017.

Apostando pela transformação digital como estratégia da companhia, a MAPFRE ASISTENCIA consegue dar um grande salto e entrar no mercado de venda direta, adquirindo a companhia britânica InsureAndGO, o maior distribuidor de seguros online de viagens nesse país.

Por outro lado, é assinado um acordo de intenções entre a MAPFRE e a Heuler Hermes para realizar em conjunto o negócio de seguros de fiança e crédito na Espanha, em Portugal e na América Latina. O acordo foi assinado definitivamente no final de maio de 2012 e, no começo de 2013, nasceu a SOLUNION, empresa na qual os pontos fortes das duas grandes companhias de seguros são reunidos.

Em 2012, Malta se transforma na nova aposta mediterrânea da MAPFRE, que passa a ser acionista maioritária do MIDDLESEA GROUP, líder do seguro maltês.

Em março de 2012, a diretoria executiva da MAPFRE é renovada: José Manuel Martínez se retira e Antonio Huertas assume a presidência do Grupo.

 

2012

Substituição na presidência

 

 

 

Isto dá início a uma etapa para a MAPFRE, marcada pela implementação de uma estratégia que irá empregar, mais do que nunca, os pontos fortes que sempre fizeram parte do sucesso da companhia. Ao longo desses anos, a MAPFRE percorreu um caminho que a transformou em uma companhia global que continua crescendo e criando valor para seus acionistas, e gerando postos de trabalho estáveis e com qualidade para os seus funcionários. Essa época se centralizará na priorização de vários projetos que têm a rentabilidade como objetivo e a transformação da companhia como grande desafio, para se adaptar à nova era digital. O destaque é o grande avanço alcançado pela gestão integral da MAPFRE nessa etapa, com a implementação do processo de regionalização e a consolidação das Áreas Corporativas.

Nessa linha, em 2014 é construído o Centro de Processamento de Dados (CPD) da MAPFRE. Localizado em Madri, esse CPD presta serviço em nível corporativo e a todas as entidades do Grupo. Representa a renovação do coração tecnológico da empresa e hospeda grande parte dos dados e das comunicações da MAPFRE no mundo todo.

Este ano, a MAPFRE também reúne todos os seus programas de cursos em um só espaço, a Universidade Corporativa, que foi criada tendo como finalidade capacitar todos os funcionários e fomentar um novo ambiente de estudos em nível global.

O ano de 2016 recebeu o lançamento da Intranet Global, um dos marcos relevantes na transformação digital da MAPFRE que traz uma nova forma de trabalhar, mais global e digital, com ferramentas que servem para facilitar o trabalho individual e coletivo.

O terceiro trimestre de 2016 foi marcado pela criação da MAPFRE AM, a antiga MAPFRE INVERSIÓN DOS. O objeto era gerenciar mais de 4,8 bilhões de euros de mais de 300.000 clientes, reforçar a gestão global de investimentos da MAPFRE e potencializar o gerenciamento de ativos de terceiros no Grupo, a fim de aproveitar as oportunidades comerciais que se apresentassem.

Nestes últimos dois anos, atividades como o Euro
Solidário e o envolvimento da companhia em atividades de voluntariado fizeram com que o número de voluntários da MAPFRE se duplicasse. Mais de 6.700 voluntários, funcionários e familiares participaram de ações por meio das quais foi possível auxiliar mais de 93.000 pessoas em risco de exclusão social em 26 países.

Se nós tivéssemos que prever o futuro, ou alguém fosse escrever os próximos 25 anos da história da MAPFRE, aposto que tudo começaria falando do Desafio Digital. Hoje em dia, aperfeiçoar nossas capacidades no trabalho com a ajuda da tecnologia é a principal chave da estratégia de transformação para qualquer companhia. A sobrevivência e a liderança ocupada pelas empresas em médio e longo prazo serão determinados, em grande parte, pelas decisões que sejam tomadas estes dias, estes meses e estes anos.

 

DESAFIO DIGITAL

HOJE EM DIA, APERFEIÇOAR NOSSAS CAPACIDADES NO TRABALHO COM A AJUDA DA TECNOLOGIA É A PRINCIPAL CHAVE DA ESTRATÉGIA DE TRANSFORMAÇÃO DIGITAL PARA QUALQUER COMPANHIA

 

 

Talvez nós já não estejamos aqui para escrever sobre os próximos 25 anos da MAPFRE, mas esperamos poder ler sobre eles. O futuro promete.

 

Este artigo representa um resumo dos artigos contidos na revista ao longo destes anos. Sabemos que muitos ficaram de fora, e são tão importantes como o que foi publicado, mas fomos obrigados a isto pela necessidade imprescindível de resumir-los para que este artigo fosse viável.